quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Civismo / Estratégica

Esta atitude comportamental que no quotidiano as pessoas manifestam choca com a defesa de certos valores e práticas assumidas como fundamentais para a vida colectiva, preservando a sua harmonia e o bem estar de todos. Até é fácil desculpabilizar e atribuirmos a responsabilidade à falta de civismo. É lamentável a falta de civismo do cidadão, mas pior que isso é a falta de civismo dos decisores com responsabilidade na esfera política e turística. Este conspurcar das muralhas (monumento nacional) de lixo não será um bom exemplo para se repensar e avaliar o impacto do turismo de massa....

6 comentários:

Anónimo disse...

É de facto lamentável. A falta de civismo chega ao ponto de haver fraldas sujas nas paragens de autocarro, latas pelo chão quando há um ecoponto a um metro.
Ah, Zé Povinho...

Zefa

Anónimo disse...

muralhas sujas e destruidas, mas se ao menos fizessem pagar os que por lá andão alem de se poder criar postos de trabalho a quem as limpasse e conservasse e não sermos nós a pagar dos nossos impostos....

Anónimo disse...

O civismo do ze povinho pode andar nas rua da amargura, mas sem duvida, a falta de civismo dos decisores politicos/turisticos é pior que todos estes dejectos. O turismo de masa tem efeitos mais novivos do que o CO2...

josepha disse...

Não quero pensar que as muralhas virão a ter um bilhete de entrada! Óbidos não é um Museu, é uma terra verdadeira e respeitar isso é a UNICA maneira de a preservar enquanto monumento histórico.
Ser ou viver em Óbidos, é uma responsabilidade que cada um deve assumir e defender, lutando contra os invasores plastificados do "faz de conta" e do mercantilismo politico em que tudo vale, menos o que é autêntico.

Anónimo disse...

urgente colocação de papeleiras nas muralhas... e também nas ruas de Óbidos.

josepha disse...

É urgente educar!