sábado, 1 de dezembro de 2007

Geminação - parte III

Firmada a geminação entre Gramado e a cidade de Óbidos, em Portugal, já houve uma reunião de trabalho entre a equipe portuguesa, chefiada pelo Presidente da Câmara Municipal de Óbidos, Telmo Henrique Correia Daniel Faria com o Prefeito Pedro Bertolucci, o vice-prefeito, Nestor Tissot, Presidente da Câmara de Vereadores, Camilo Roldo, Secretário de Turismo e Cultura, Alemir Coletto, Secretário de Educação Jeferson Moschen, Sub-secretária Vera Pante, Secretário de Meio Ambiente, Vitor Volk, para dar início ao intercâmbio de projetos e programas entre os dois municípios.
"A intenção é proporcionar uma troca de experiências em diversas áreas, temos culturas diferentes mas problemas e soluções que podem ser usados por ambos os municípios", declarou o Prefeito Pedro Bertolucci. "Já iniciamos nos conhecendo bem nestes dois anos e agora queremos aprofundar nossa relação fraterna e cooperação mútua, Gramado pode nos transmitir um pouco da experiência no desenvolvimento do turismo", salientou o Presidente Telmo Faria.
Como ação imediata foram designados a sub-secretária Vera Pante, por Gramado e o Chefe de Gabinete da Presidência da Câmara de Óbidos, José Parreira, para realizar a interligação entre as duas administrações.
No novo site da Prefeitura de Gramado já se encontra link de acesso direto para Óbidos e como contrapartida no site de Óbidos os mais de 6 milhões de internautas que visitam a página podem conhecer Gramado. "Na análise das visitas desta segunda-feira, 26, o site de Gramado recebeu 24 visitas de Portugal e nós enviamos 38 visitantes para o site de Óbidos", informou Matias Braun, do setor de TI- Tecnologia da Informação, da Prefeitura.
"Os Postos de Informações Turísticas de Gramado e Óbidos em breve poderão disponibilizar aos seus visitantes material para a divulgação recíproca dos destinos", afirma o secretário de Turismo Alemir Coletto.
O Programa "Óbidos Carbono Social" é um dos projetos que será estudado. Trata-se de um conjunto de medidas tendo em vista a redução das emissões de gases com efeitos de estufa e uma maior retenção de Carbono. "Trata-se de um programa inovador, de caráter global, visando toda a população e todas as atividades econômicas", esclarece Telmo Faria.
Outro projeto citado foi "Óbidos Terra Digital" que oferece algumas vantagens para a criação e instalação de empresas de base tecnológica. "Desta forma estamos fixando quadros altamente qualificados e atraindo novos investimentos nacionais e estrangeiros", salienta Telmo Faria.
Apesar de todos estes esclarecimentos, uma dúvida persiste (pelo menos em mim): o que é isto da "geminação" ou "geminações" ?-já que elas proliferam.
Para haver "troca de experiências nas várias áreas " é necessário uma vasta comitiva andar cá e lá? "Gramado pode nos transmitir um pouco de experiência no desenvolvimento do turismo" - parece que este turismo está a ser experimentado por um número restrito de eleitos que mais do que transmitir experiências precisa de as viver e sentir.
Há algum tempo atrás, geminação com cidades/localidades estrangeiras era uma forma de uns quantos passarem férias de luxo a preço zero (conheci vários casos) - Será que hoje ainda é assim?
Gostaria de saber se alguém é capaz de quantificar o custo desta"troca de experiências". Já agora, quantos técnicos de turismo integraram a comitiva?
Voltando atrás, há estudos sobre os resultados das inúmeras geminações que se têm feito em Portugal? No nosso caso, o que é que nós obidenses (e os gramadenses (?)) beneficiamos com esta geminação? (troca de experiências e blá blá blá não satisfazem como resposta).

1 comentário:

Francisco B T disse...

Meu Joobidido

Quando não se sabe, nem se faz a mais pequena ideia, num festival de ópera qual o balanço de cada evento em si, não me diga que está à espera que alguém, alguma vez e nalgum dia se atreva a tentar fazer as contas destas fantasias com Gramado e com a China.

Um abraço forte e continuação do bom trabalho!