terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Será que é desta que vai…

.. ser a semana decisiva de intensas reuniões com governo.
Os autarcas do Oeste vão começar as reuniões, com cinco secretários de estado do governo de José Sócrates, a partir de quarta-feira, depois de esta semana receberem o documento base, da parte da equipa do coordenador Augusto Mateus, a apresentar aos membros do governo que deverão encontrar-se com o ministro Mário Lino, na próxima sexta-feira, na sede da Associação de Municípios - AMO, nas Caldas da Rainha, no âmbito da minimização dos efeitos negativos da localização do novo aeroporto.
Quanto à polémica da localização do novo hospital em Alcobaça ou Caldas da Rainha José Manuel Custódio sublinhou que a AMO “não tem grande preocupação na localização o que não quer é por birra perder um hospital”. (para ler toda a notícia).
Se por causa de uma birra se pode perder um hospital, com duas birras o que é que se poderá ganhar?

4 comentários:

Anónimo disse...

Desta vez irá estar presente, não esquecer que para além de Presidente de Câmara tambem é o Presidente da ADRO-Agência de Desenvolvimento Regional do Oeste, se voltar a ter birra será demais...

parvus disse...

E vai estar e falar em nome dele, a birra anterior não teve o apoio dos restantes colegas.
Seria melhor não birrar muito-as birras do ginja começam a criar-lhe barreiras a nível superior e ele já sente isso.

Anónimo disse...

Sendo a câmara apenas um trampolim para outras etapas politica, não poderá exibir no seu curriculum este tipo de atitudes e também não surtiu o efeito que pretendia.
Fala-se na possível ida para Leiria, para ter mais projecção a nível do partido, sendo Leiria a capital de distrito - apenas um pequeno pormenor Isabel Damasceno está disponível ou pelo menos já demonstrou esse seu desejo. Não lhe resta outra alternativa se não continuar com o inicialmente planeado que é a campanha mediática engendrada continuando por Óbidos e ir aparecendo nos eventos na imprensa nacional.

Anónimo disse...

http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=917554&div_id=291